Unicom: Há vida após o câncer

“Você está com câncer”. Quem já ouviu a frase fatídica sabe o quanto é aterrorizante. Embora ele pareça ser algo distante, bem distante na verdade, o câncer é tão assustador que talvez você não imagina o quão difícil deve ser travar uma batalha contra a doença, mas ele é real e não escolhe classe social, etnia e nem religião. Só em 2018, essa tornou-se uma realidade de cerca de 18 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo que destas, 9,6 milhões já perderam a vida em decorrência do tumor. De acordo com a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC), até 2030, esta deve ser a principal causa de morte da população. O diagnóstico da doença introduz uma realidade brutal e dramática, que também pode transformar pessoas comuns em grandes lutadoras. E não falo daquelas que brigam por um troféu, a luta delas é pela vida.

Lisandra Karine Wink, de 40 anos, moradora de Vera Cruz, é uma dessas grandes lutadoras e tem uma história de superação. Ela enfrentou e venceu a doença duas vezes de uma forma extraordinária. Apesar das circunstâncias e das “feridas” fixadas à história de Karine, o mais surpreendente é o seu sorriso, que mesmo em momentos tão assustadores, ela não deixou de sorrir e de lutar pela vida. Como uma lutadora, Karine constrói dia após dia seu futuro ao lado das pessoas que ama. “Não é fácil quando você recebe o diagnóstico, mas o importante é ter fé e esperança.

O apoio da família e dos amigos é essencial, pois estamos tão frágeis que precisamos da ajuda e do carinho das pessoas. E acreditar que tudo passa, é preciso ter vontade de viver para vencer”, reforça. É como diz a música “Trem-bala” de Ana Vilela: “Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu. É sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu. É sobre ser abrigo e também ter morada em outros corações. E assim ter amigos contigo em todas as situações”. É preciso olhar para o que realmente importa em nossas vidas. É essencial viver antes de chegar o final.

Abaixo, confira um relato do marido de Karine, Vagner Dresch, que nunca deixou de lhe dar força para enfrentar os obstáculos que a vida impõe.

Unicom: Há vida após o câncer

Muito mais do que vencer uma batalha contra a doença, é fundamental o apoio da família e dos amigos. Lisandra Karine Wink é uma das personagens do Unicom Relatos Invisíveis. Seu marido, Vagner Dresch, é um exemplo de companheirismo e faz valer o ditado: estar junto na saúde ou na doença. ❤ Confira a matéria aqui:

Publicado por A4 – Agência Experimental de Comunicação/UNISC em Segunda-feira, 1 de julho de 2019

Texto e produção audiovisual: Caroline Moreira
Trilha sonora: Vinicius Martins e Igor Henrichy
Arte: Larissa Oliveira 

Deixe uma resposta