logo image

Um espaço que celebra o prazer de ler

O interesse comum pela literatura levou à criação de um espaço de convivência baseado na admiração por livros e escritores. O grupo Sobre Livros e Leituras (SL&L) surgiu em 2007, em Santa Cruz do Sul, por iniciativa de duas funcionárias da Biblioteca Central da Unisc.

Grupo SL&L se reúne todos os meses

A ideia era realizar encontros periódicos, de caráter informal, para compartilhar ideias, informações e o prazer proporcionado por boas leituras. A proposta vingou e até hoje o grupo se reúne mensalmente em cafeterias da cidade, em rodas de bate-papo das quais participam pessoas das mais diversas áreas profissionais. Os encontros, sempre abertos à entrada de novos interessados, são realizados nos sábados à tarde.

O SL&L tem atualmente de dez a 15 participantes (a oscilação é uma característica desde o início) e é reconhecido como um espaço de estímulo à leitura na cidade. Por esse motivo, tem sido convidado para reforçar a programação de outros eventos, como a Feira do Livro de Santa Cruz do Sul. “O grupo é importante porque é aberto a qualquer pessoa interessada na leitura. E a leitura, no meu ponto de vista, é capaz de ampliar os horizontes, enriquecer o espírito, iluminar a consciência e nos fazer ver o mundo com um outro olhar, um olhar capaz de mudanças”, explica uma das fundadoras, a bibliotecária Jorcenita Alves Vieira, de 41 anos.

Para o psicólogo Marcelo Augusto Ferreira, o formato livre das reuniões do SL&L é o seu maior atrativo. “Pra mim, participar do grupo é um grande prazer. Nos reunimos em uma cafeteria e todos, independentemente de sua formação, têm a possibilidade de expor suas impressões acerca do que estão lendo, sem pretensões de complexas análises teóricas ou acadêmicas”. Ele ressalta que, para os integrantes, os benefícios extrapolam questões intelectuais e contemplam necessidades humanas como as de socialização, comunicação e troca de afeto. “Se as aulas de literatura no colégio fossem assim, não hesito em afirmar que o país contaria com um número bem maior de leitores”, afirma. Quem tiver interesse em participar, pode entrar em contato pelo e-mail: jorcenita@gmail.com

Reportagem: Luis Fernando Ferreira, Bruno Labres e Gabrieli Jacobs

Compartilhe

Responses (2)

  1. Existem algumas oportunidades especiais que – se nos permitirmos – podem salvar-nos a alma, ou no mínimo dar um pouco de prazer e sentido a ela. Digo isso por conta do cenário todo revestido de rostos, cujas personas modificam-se pelas palavras, mas que retornam ainda mais vivas no exato momento em que terminam a leitura e olham para fora das páginas como se tivessem saído de um transe meditativo e único. Neste momento é possível sentir uma energia tensionada a modificar e contagiar a todos os espíritos dos frequentadores deste, que é o meu mais novo achado: o Sobre Livros & Leituras (SL&L).
    Explico: puxados pelo cheiro de café e pelos temperos dos verbos, acabei encontrando comigo e com pessoas que, até então, não conhecia, mas que – para minha surpresa – dividiam comigo a mesma paixão pelos livros, pois, em meio a vida prática, naturalmente, acabamos pensando que a maior parte do mundo vê a literatura apenas como algo trivial, contudo, se perguntados, acham-na de extrema importância. Mas o importante mesmo é que achei a verdadeira Ítaca, um porto seguro onde não há esse tipo de trivialidades e onde também é possível sentir os panos confeccionados até o fim (sem precisar desfazê-los por conta de uma eterna espera) por muitas representações de Penélopes, que são nossos escritores locais no reencontro com seus leitores.
    Neste momento, expondo estes pondo de desabafo, já posso respirar, uma vez transformei a repetição em palavras que se repetirão diferentes nos pensamentos de todos os que tiverem tempo para refletir sobre algumas horas na vida de simples mulheres e homens que se encontram em alguns sábados destes para falar de livros e senti-los pela troca de sensações. Sinto que assim (se lido) renascerão novas legiões de espíritos que partirão do porto que fizemos em nossos peitos, pois sei que estarei envelhecendo e morrendo se não compartilhar e transformar este nosso círculo literário em retas. Sim, meu desejo, com esta reta, é confeccionar muitas e longas flechas para serem lançadas para longe, pois quero que atinjam mais espíritos solitários, tal como fui atingido e que tento agora retribuir.

  2. Muito legal a reportagem. É uma grande alegria, tenho certeza, para todos os membros do grupo, terem o apoio dos acadêmicos de Comunicação Social da universidade na divulgação deste singelo, mas fecundo espaço de fruição das palavras.

Comentário

questra Пестюк Чеслав Фанис Джураев Константин Мамчур Станислав Кравцов AGAM Atlantic Global Александр Прочухан Абакумов Андрей